O Edifício Salinas, no bairro Cocó, em Fortaleza permancerá interditado até o início das obras de restauração das fachadas. A decisão foi tomada nesta terça-feira (19), após vistoria realizada no imóvel pela Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Na tarde desta segunda-feira (18), parte da fachada de um dos sete apartamentos desabou sobre o estacionamento, abriu um buraco e atingiu dois veículos. 

Embora não haja risco de o prédio desabar, a vistoria, que foi acompanhada pelos moradores, apontou fissuras, infiltrações e o comprometimento de todas as fachadas, uma vez que as lajotas estão se desprendendo da parede.

Segundo a Defesa Civil, um relatório da vistoria deve ficar pronto nesta quarta-feira (20) e entregue no máximo até a próxima sexta-feira (22) para a síndica do edifício. Junto com o relatório, a síndica vai receber uma notificação e terá o prazo de 72 horas úteis para se manifestar quanto ao conjunto de medidas que serão tomadas para a realização da manutenção, reparo e troca das lajotas da frente do prédio. 

Membros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea) e da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) também estiveram no local dando apoio à vistoria. 

Fonte: Diário do Nordeste
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *