Termina julgamento de Amber Heard e Johnny Deep e ambos são condenados por difamação

A atriz pagará US$ 15 milhões a Johnny, e o ator, US$ 2 milhões a Amber

O julgamento de Johnny Deep e Amber Heard foi finalizado nesta quarta-feira, 1, no Tribunal do Condado de Fairfax, na Virgínia, nos Estados Unidos. Ambos foram condenados por difamar um a outro. Amber Heard deve pagar US$ 15 milhões de indenização por difamação a Johnny, 10 milhões por danos compensatórios e 5 milhões por danos punitivos, e o ator, US$ 2 milhões, por danos compensatórios, a Amber. O veredito saiu seis semanas após o início do julgament,o e foi assistido por mais de 3 milhões de pessoas, que viam por vídeo. Entre eles, Johnny, que estava na Inglaterra, onde fez um show no domingo, 30, com Jeff Back, já Amber, estava presente no tribunal.

Foram ouvidos guardas-costa, empresários de Hollywood, agentes, psiquiatras, médicos, amigos e parentes dos atores. Além disso, vídeos, áudios e conversas em aplicativos de mensagens foram usadas pelos dois como forma de comprovar suas declarações e acusações.  

Johnny e Amber se casaram em 2015, após se conhecerem nas gravações do filme ”O Diário de Um Jornalista Bêbado”, em 2012. A união durou 15 meses, e foi cercada de polêmicas. A atriz entrou com um pedido de divórcio em 2016, e também, pediu uma medida protetiva contra o ex-marido, que, segundo ela, a abusava sexualmente e psicologicamente. Ela apareceu com machucados na bochecha, que foram causados por um ataque violento de Johnny. Ele negou as acusações. Mensagens de áudio divulgadas no julgamento mostravam que o ex-casal convivia com muitos conflitos e brigas. Pouco tempo depois, os dois retiraram juntos o requerimento, afirmando que a situação já estava resolvida. Na ocasião, Amber recebeu US$ 7 milhões.

Mesmo com o assunto encerrado, dentro e fora do campo jurídico, Amber Heard trouxe a polêmica de volta. Em 2018, ela publicou um artigo no jornal ”Washington Post” relatando sua experiência de como ser uma ”figura pública de violência doméstica”. Ao tomar conhecimento do material, Johnny Deep processou a atriz, pedindo uma indenização de US$ 50 milhões. O texto não cita Johnny nem qualquer outra pessoa, mas segundo a defesa do ator, configura difamação e o expôs de forma negativa, prejudicando sua reputação, o que fez perder papéis em vários filmes, como ”Piratas do Caribe” e ”Animais Fantásticos”. Ele não teve sucesso no processo.

Diante disso, Amber apresentou uma reconvenção, que é quando alguém processa o outro de volta, no valor de US$ 100 milhões. A defesa de Johnny pediu o arquivamento do processo, alegando que as acusações da atriz eram ”falsas e falhas”, mas a juíza Penny Azacare, responsável pelo tribunal, negou o pedido.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email